Qual a idade certa para começar a educar financeiramente seu filho?

Segundo especialistas, o tema pode ser introduzido desde muito cedo, em linguagem que seja adequada ao desenvolvimento e à maturidade das crianças

92
Menina põe moedas em três potinhos de vidro
Para as crianças menores, é importante evitar fazer considerações negativas sobre o trabalho

Essa é uma pergunta que atormenta todos os pais que enxergam a importância da educação financeira dos filhos. Quando eu comecei a me interessar por esse tema, a literatura trazia o momento ideal que estava próximo aos seis anos de idade. Os autores diziam que era por volta dessa idade que as crianças começavam a interagir com o mundo do dinheiro. Mas eram livros da virada do século. E muitas coisas mudaram nesse período. Uma delas foi que as crianças estão começando a interagir cada vez mais precocemente com o mundo do dinheiro.

Aqui em casa, tanto a Duda como o João Pedro já começaram antes dos seis anos a participar desse mundo. Já pediam as coisas, já queriam que comprássemos algo. Com essa interação há a possibilidade de pouco a pouco irmos trabalhando os pilares de uma boa educação financeira.

Hoje os estudiosos já dizem que é possível desde o nascimento ir se trabalhando com as crianças. Obviamente que esse trabalho vai respeitar o nível de desenvolvimento e de maturidade das crianças. Mas o que é possível por exemplo se trabalhar com um bebê? Podemos evitar considerações negativas sobre o trabalho. Nada de ficar dizendo para essa criança que adoraríamos ficar com elas mas que naquele momento temos que ir trabalhar. A criança não pode crescer com a ideia de que o trabalho é algo que
afasta os pais dela. Parece algo sem importância mas não é.

Outra questão que pode ser trabalhada é a questão de escolhas. Acostumar a criança desde bem pequena a escolher. Pode ser o brinquedo, a roupa a ser usada ou a fruta que vai ser comida. No início é importante não ampliar as possibilidades. É uma coisa ou outra. O processo de escolha é um dos pilares mais importantes de uma boa educação financeira.

Para aqueles pais que têm mais de um filho, uma questão necessária a ser colocada é que muitas vezes a idade para começar a trabalhar a educação financeira com os filhos será diferente. Aqui em casa, por exemplo, com o João Pedro as coisa estão acontecendo mais precocemente. Em boa parte em razão de ter uma irmã mais velha, ele acaba tendo contato com muitas questões antes do tempo que seria mais natural. E aí abre-se um espaço para agirmos. Ele começou a ganhar a semanada com menos idade do que a Duda. E você, com qual idade começou a trabalhar a educação financeira com seus filhos?


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui