6 livros que falam sobre abuso sexual (e ajudam a preveni-lo)

Livros infantis que abordam de maneira educativa temas ligados à sexualidade a ao abuso sexual. Veja ainda dicas de leitura sobre o assunto para os adultos!

7232

Leia em 4 minutos

Obras infantis que abordam de maneira educativa temáticas relacionadas ao abuso sexual podem ajudar os pais a introduzir o assunto com os filhos. De forma lúdica e divertida, a leitura desses livros que falam sobre abuso sexual infantil pode ensinar desde cedo às crianças as diferenças entre o corpo de meninas, meninos e adultos e outros aspectos como intimidade e consentimento; sentimentos e tipos de toques de carinho e abusivos. A seleção dos livros foi feita pela colunista da Canguru News Bebel Soares, que também já escreveu sobre o assunto em seu livro “Sem paraíso e sem maçã”. Essa e outra dica para adultos estão no fim da lista. Confira!

Livros para ajudar a prevenir o abuso sexual infantil

Pipo e Fifi – Premiado livro infantil que ensina a diferenciar toques de amor de toques abusivos, apontando caminhos para o diálogo e a proteção. O livro de Caroline Arcari com ilustrações de Isabela Santos é voltado para crianças a partir dos 3 anos de idade e aborda conceitos básicos sobre o corpo, sentimentos, convivência e trocas afetivas. Saiba mais no site pipoefifi.org.br

Leia também: 5 livros para explicar o racismo às crianças (e criar filhos antirracistas)

A Mão Boa e a Mão Boba – A obra mostra como as diferenças entre uma mão amiga e uma mão abusadora são sutis. Numa linguagem simples, a história escrita por Renata Emrich e ilustrada por Erica Ianni busca orientar as crianças sobre pedofilia e assim contribuir para a prevenção do abuso sexual contra crianças e adolescentes.

Antônio – O título do livro é também o nome do personagem principal da história, um menino de 7 anos que adorava brincar e sonhava em ser mágico e saber voar. De um dia para o outro, porém, seu comportamento mudou e ele se tornou uma criança agressiva e deprimida. Escrito por Hugo Monteiro Ferreira com ilustrações de Camila Carrossine, a obra tem o objetivo de estimular crianças muito pequenas a terem coragem de denunciar os abusos e também de ensiná-las a se proteger.

Leia também: 8 livros que te ajudam a conversar sobre a pandemia com as crianças

O Segredo Segredíssimo – Adriana é uma menina triste que tem um “segredo segredíssimo”. A sorte dela é que sua amiga Alice é muito esperta, e ao saber do segredo dá a Adriana um “conselho conselhíssimo”. Adriana segue o conselho e sua vida muda para melhor. Por meio dessa história, a autora Odívia Barros e a ilustradora Thaís Linhares tratam da questão do abuso infantil.

Leia também: 5 livros interativos que divertem e incentivam a imaginação

2 livros para adultos que também falam da violência contra crianças

Todos contra a pedofilia – Escrito pelo promotor de justiça Carlos Forte, o livro traz conceitos ligados à pedofilia – desde sua
definição, conceitos e usos no âmbito do Direito, Medicina e Psicologia – e apresenta formas de identificação de um pedófilo e mesmo sua atuação na internet. O objetivo da obra é esclarecer a sociedade sobre a importância da prevenção do abuso e exploração sexual, na tentativa de interromper o ciclo da violência, minimizando uma ampla gama de traumas e sequelas, físicas e psicológicas, que podem comprometer o desenvolvimento da personalidade de seres humanos em formação –as crianças e os adolescentes.

Sem paraíso e sem maçã – Temas como abuso sexual, violência doméstica, perda gestacional e adoção fazem parte do livro da arquiteta Isabela Soares, mais conhecida como Bebel. Na obra, esses assuntos perpassam o relato sincero e comovente que ela faz sobre si mesma, contando como superou a depressão e o câncer. Ela também relembra os momentos mais marcantes vivenciados em quase uma década do grupo de apoio às mães que criou, o “Padecendo no Paraíso”.

Leia também: Livros e gibis digitais gratuitos para incentivar a leitura das crianças na quarentena

Quer receber mais conteúdos como esse? Clique aqui para assinar a nossa newsletter.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui