Projetos sociais desenvolvidos por crianças de diferentes países inspiram livros digitais infantis

Histórias como a do brasileiro Rhenan Cauê, que desenvolveu um projeto de revitalização do córrego de Araguatins (TO), fazem parte da Coletânea Transformadora Ashoka Worldreader; os cinco livros da coleção são voltados à faixa etária de 3 e 15 anos e podem ser acessados online gratuitamente

172
Rhenan Cauê, um dos jovens que se tornaram personagens de uma coletânea de livros digitais infantis por seus projetos sociais
Rhenan Cauê, um dos jovens que se tornaram personagens de uma coletânea de livros digitais infantis por seus projetos sociais | Imagem: Youtube Ashoka Brasil

Projetos de empreendedorismo social já são uma realidade em todo o mundo. Agora, a inspiração para realizar transformações positivas na sociedade e no meio ambiente também são cada vez mais parte da visão das crianças. É o caso do jovem brasileiro Rhenan Cauê, de 15 anos. Aos 13, Rhenan se sensibilizou ao ver a grande quantidade de lixo que percorria o Córrego Brejinho, que atravessa a cidade de Araguatins (TO), onde mora. O jovem desenvolveu o Projeto de Revitalização e Recuperação do Córrego Brejinho para revitalizar e recuperar suas águas, e removeu quase uma tonelada de resíduos das margens com a realização de mutirões.

A história de Rhenan Cauê e outros quatro jovens de diferentes países foram contadas na Coletânea Transformadora Ashoka Worldreader, uma coleção de livros digitais infantis ilustrados lançados com o objetivo de inspirar crianças ao redor do mundo a exercerem seu impacto na transformação da sociedade, além de encorajar o apoio dos adultos nessa jornada.

Os livros estão disponíveis de forma gratuita, traduzidos em seis idiomas. Baseados em histórias reais de jovens que desenvolvem projetos para gerar impactos positivos em suas comunidades, cada livro também conta com uma série de atividades que promovem o desenvolvimento de competências como empatia, inteligência socioemocional, criatividade para a solução de problemas, trabalho em equipe e liderança compartilhada na infância.

O impacto da transformação social na infância

Além de Rhenan, a série também conta as histórias de Rebecca, do Quênia; Amira, do Egito; Apoorvi, da Índia; e Ara, da Indonésia. 

O Projeto Felicidade é o título do livro que conta a história inspirada na jovem indiana Apoorvi. Impactada após ter sua irmã Riya diagnosticada com depressão, ela sonha com um mundo em que o bem-estar e a saúde mental sejam prioridade em todas as escolas, para educadores, educadoras e jovens. A história, narrada com linguagem de fácil compreensão, foi desenhada para crianças de 6 a 12 anos e co-criada com o jovem que inspirou a narrativa, assim como as outras quatro disponíveis.

Milena Cayres, coordenadora de Juventude e Engajamento da Ashoka Brasil, empresa de empreendedorismo social idealizadora dos livros, afirma que acredita em uma visão de sociedade em que qualquer pessoa pode ser capaz de promover transformações para um mundo melhor. “Esperamos que essas histórias inspirem diálogos entre jovens, educadores e pais, para que as comunidades construam ambientes em que as crianças tenham liberdade para praticar essas habilidades transformadoras desde cedo”, ressalta.

Como acessar os livros?

Para conhecer outras histórias da coletânea de livros digitais infantis e apresentar aos pequenos, é só clicar aqui e escolher qual livro deseja conhecer primeiro. Em seguida, clique no idioma desejado e faça o download do arquivo, de forma gratuita, para aproveitar a história.

Ao final de cada livro, estão as atividades relacionadas a temas da história. Em O Projeto Felicidade, sobre a jovem Apoorvi, por exemplo, você encontra orientações para a realização de um diário das emoções e um mapa de autoconhecimento, indicados para crianças e jovens de 3 a 15 anos. Após as atividades, ainda é possível conhecer mais sobre a história real de cada jovem que inspirou a narrativa.


LEIA TAMBÉM:


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui