Vacina infantil será distribuída depois do dia 15, diz Marcelo Queiroga

Ministro da Saúde divulgou previsão de pasta nesta segunda-feira (3), depois de evento em Brasilia. Cronograma e demais detalhes da campanha devem ser anunciados na quarta (5)

107

Por Diego Brito – Metro Jornal – 0 ministro da Saúde, Mar­celo Queiroga, anunciou ontem que as vacinas con­tra a covid-19 da Pfizer para criancas de 5 a 11 anos co­meçam a desembarcar no Brasil na segunda quinzena de janeiro. “Assim que che­gar, vão ser distribuídas, co­mo já temos feito”, afirmou.

0 anúmcio ocorreu após um evento, em Brasilia, so­bre o envio de 23 médicos de atenção primária para ajudar as vítimas das fortes chuvas na Bahia. Queiroga estava acompanhado da mi­nistra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Da­mares Alves, e do ministro da Cidadania, João Roma. Apesar da nova informação, o cronograma e as re­gras da campanha de vaci­nacão do público infantil só deverão ser divulgadas amanhã.

A Anvisa (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) autorizou a aplicação do imunizan­te em crianças no Brasil no dia 16 de dezembro. No entanto, a campanha ain­da não teve início porque o Ministério da Saúde realizou uma consulta pública com a sociedade, que terminou no domingo.

Amanhã é justamente o último dia do prazo dado pe­lo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Le­wandowski para que a pasta federal divulgue detalhes sobre a campanha.

“Essa questão de vacina­ção infantil já está bem de­finida, de maneira clara e transparente. Pela primeira vez na história do Brasil há uma ampla discussão com a sociedade a cerca de um tema que é fundamental”, disse Queiroga, ao comen­tar a consulta pública.

0 ministro da Saúde não informou a quantidade de vacinas contratadas pelo go­verno federal. No entanto, ele afirmou que são “doses suficientes” para o público.

Do contra

0 presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), é publicamente contra a campa­nha e já falou que não vai autorizar a aplicação em sua filha Laura, de 11 anos.

Amanhã, o Ministro da Saúde deve divulgar que a vacina só será liberada para o público infantil com ter­mo de autorizacão assinado pelos pais ou responsáveis. Outra regra da pasta fede­ral deverá ser a solicitação de prescrição médica para a aplicação nas crianças.


LEIA TAMBÉM


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui