Livros que são como música para os olhos

Tino Freitas comenta dois livros que podem nos fazer imaginar músicas tocando em alto e bom som, mesmo no silêncio da leitura

242

É comum que o ato de ouvir música esteja associado a uma sensação física, da Acústica, a partir das ondas sonoras que percebemos com os ouvidos. Ouvimos canções em caixas de som, fones de ouvidos, programas de rádios, TVs, notebooks, telefones celulares, podcasts, apps de música e, claro, diretamente dos instrumentos musicais tocados num teatro, na rua, em casa. Mas será que podemos ouvir música com a imaginação? Os dois livros a seguir podem nos fazer imaginar músicas tocando em alto e bom som, mesmo no silêncio da leitura. Essas leituras ficam ainda mais saborosas se partilhada com outros, juntos, como uma boa música.

Livros que são como música para os olhos; capa do livro

UMA CANÇÃO nos convida a um passeio de metrô ao lado de um pai e seu filho. Eles partilham a música que toca num celular. No texto, o filho narra que uma canção pode alegrar o dia, trazer boas lembranças, e até nos dar esperança de que tudo vai ficar bem. Nas ilustrações, o autor oferece mais referências ao que eles estão ouvindo durante o passeio, amplificando o som imaginário canções de Tom Jobim, John Lennon, Elvis Presley… Essas ilustrações fazem referências também a outros livros do autor e, mesmo quando mostra uma sala onde uma família dança rock, o autor dá um jeito de dizer que estamos ali, na estação de metrô, no trem, ouvindo canções.

Livros que são como música para os olhos; capa do livro

CONCERTO PARA PISCINA nos surpreende já pela escolha do lugar onde as emoções expressas pela música “acontecem”. A música ilustrada é conduzida por um maestro e sua batuta. A cada gesto, uma surpresa. A narrativa, exclusivamente visual, pode nos induzir à música de câmara, a música clássica, instrumental. Mas não acho que se limite a este gênero. A cada virada de página é possível ao leitor imaginar músicas e/ou sons que, talvez, nunca tocassem em uma orquestra tradicional. Mas, vejam, este é um “Concerto para Piscina”. Algo nunca visto e ouvido antes na história. Nele, o som pode ser o que a imaginação permitir. Leia no volume máximo.

Ficha técnica dos livros:
UMA CANÇÃO – Texto e ilustrações de Guilherme Karsten. 32 páginas. HarperKids e Leiturinha, 2020.
Sobre o autor – Guilherme Karsten é ilustrador e escritor catarinense. Sua arte emociona leitores no mundo inteiro. Em 2019 foi premiado na Bienal of Ilustration da Bratislava, na Eslováquia.

CONCERTO PARA PISCINA – Uma narrativa visual ilustrada por Renato Moriconi. 48 páginas. Gato Leitor, 2021.
Sobre o autor – Renato Moriconi é Artista Plástico paulista. Alguns de seus livros receberam prêmios, como o Jabuti, e entraram em listas especializadas, como a seleção dos melhores livros infantis publicados nos EUA em 2018 pelo jornal The Boston Globe.


Leia também: Como despertar nas crianças o interesse por um instrumento musical


Gostou do nosso conteúdo? Receba o melhor da Canguru News semanalmente no seu e-mail.

Escritor, jornalista, contador de histórias e mediador de leitura do projeto Roedores de Livros (DF). Alguns dos seus livros já receberam importantes prêmios, como o Prêmio Jabuti, o Selo Altamente Recomendável para Crianças, da FNLIJ, além de integrar seleções de destaque (Selo DISTINÇÃO da Cátedra Unesco de Leitura PUC-RIO e Os 30 Melhores Livros do Ano, da Revista Crescer e Catálogo de Bologna). Foto: Andressa Anholete

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário
Seu nome aqui